A análise dos dados preliminares coletados entre o começo de maio e o dia 23 do mês apontam redução de 0,4% no consumo e decréscimo de 0,3% na geração de energia elétrica no país, na comparação com o mesmo período de 2016. As informações constam na mais recente edição do boletim InfoMercado Semanal Dinâmico, da CCEE, que traz dados prévios de geração e consumo de energia, além da posição contratual líquida atual dos consumidores livres e especiais.

No Ambiente de Contratação Livre – ACL, houve elevação de 14,5% no consumo, número que leva em conta o movimento de migração e as novas cargas oriundas do mercado cativo. Ao desconsiderar esse efeito, o consumo registraria queda de 4% no período.

Já o Ambiente de Contratação Regulado – ACR, apresentou queda de 5,4% no consumo com influência direta da migração de consumidores para o mercado livre. Sem o efeito das migrações, haveria aumento de 1% no consumo de energia no período.

Dentre os ramos da indústria avaliados pela CCEE, incluindo dados de autoprodutores, varejistas, consumidores livres e especiais, os maiores índices de aumento no consumo de energia no período pertencem aos segmentos de comércio (98,5%), serviços (79,8%) e telecomunicações (76,7%), índices também impactados pelo movimento de migração dos consumidores para o mercado livre.

Os dados preliminares indicam ainda que a geração de energia no Sistema alcançou 61.222 MWmédios em maio, montante 0,3% inferior ao produzido em 2016. Houve queda (-4,7%) na geração de usinas hidráulicas, incluindo as Pequenas Centrais Hidrelétricas, e aumento na produção de usinas térmicas (+11,9%) e eólicas (+17,9%).

 

Fonte; Canal Energia

Notícias

  • Aneel autoriza repasse de R$ 105 milhões da RGR para distribuidoras designadas 08/02/2018 14:45

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o repasse de R$ 105,4 milhões do Fundo Reserva Global de Reversão (RGR), a título de empréstimo, às concessionárias designadas para a prestação do serviço público de distribuição de energia elétrica.Os valores vão beneficiar os consumidores atendidos pelas empresas Amazonas Energia D (R$ 44,3 milhões), Boa Vista Energia (R$ 23,7 milhões), Cepisa (R$ 9,3 milhões), Ceron (R$ 15,5 milhões) e CEA (R$ 12,4 milhões), segundo despacho publicado...

    Leia Mais...

mapa iconMAPA DO SITE - clique aqui para abrir

mapa iconMAPA DO SITE - clique aqui para fechar