A Petrobras iniciou a etapa de divulgação do processo de alienação de 90% de sua participação acionária na Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária integral da petroleira. Essa é uma companhia que atua no setor de transporte de gás natural, detendo atualmente autorizações de longo prazo para operar e administrar um sistema de gasodutos de cerca de 4,5 mil quilômetros de extensão, localizados principalmente nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

A capacidade de transporte é de 74,7 milhões de metros cúbicos diários, volume que está integralmente contratado por meio de contratos de longo prazo com cláusulas de ship-or-pay. Atualmente, informou a estatal, a maior parte dos serviços de operação e manutenção é executada pela Transpetro, outra subsidiária integral da Petrobras. O Teaser, nome desse processo, contém as principais informações sobre a oportunidade, bem como os critérios objetivos para a seleção de potenciais participantes no processo e está disponível no site da Petrobras.

Após essa fase as principais etapas subsequentes do projeto de desinvestimento da companhia serão o início da fase não-vinculante (quando for o caso), início da fase vinculante, concessão de exclusividade para negociação (quando for o caso), aprovação da transação pela alta administração (Diretoria Executiva e Conselho de Administração), assinatura dos contratos e, finalmente, o fechamento da operação. Esse rito, sempre lembra a estatal, foi revisada e aprovada pela Diretoria Executiva da companhia e está alinhada às orientações do Tribunal de Contas da União (TCU).

 

Fonte: Canal Energia

Notícias

  • Aneel autoriza repasse de R$ 105 milhões da RGR para distribuidoras designadas 08/02/2018 14:45

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o repasse de R$ 105,4 milhões do Fundo Reserva Global de Reversão (RGR), a título de empréstimo, às concessionárias designadas para a prestação do serviço público de distribuição de energia elétrica.Os valores vão beneficiar os consumidores atendidos pelas empresas Amazonas Energia D (R$ 44,3 milhões), Boa Vista Energia (R$ 23,7 milhões), Cepisa (R$ 9,3 milhões), Ceron (R$ 15,5 milhões) e CEA (R$ 12,4 milhões), segundo despacho publicado...

    Leia Mais...

mapa iconMAPA DO SITE - clique aqui para abrir

mapa iconMAPA DO SITE - clique aqui para fechar