O boletim InfoMercado Mensal da CCEE traz o consumo de energia dos consumidores livres e especiais em outubro de 2017, que aponta incremento em 11 dos 15 segmentos da economia monitorados, mesmo quando a migração de consumidores vindos do mercado cativo é desconsiderada. A maior alta está com o setor de veículos, que registrou 10,7% de aumento no consumo quando comparado a outubro de 2016.

Setor mais representativo no mercado livre de energia com cerca de 26% de todo o consumo, metalurgia e produtos de metal também registrou alta no montante de energia utilizado no período, quando as empresas do setor elevaram em 3,9% o consumo total ao longo do mês analisado.

Outro ramo da indústria bastante representativo – 8% do total -, o de manufaturados diversos também apresenta incremento de 5% no consumo. Os setores de saneamento, alimentos, têxtil, serviços, madeira, papel e celulose, comércio, telecomunicações e transporte também apresentam aumento no consumo de energia no período, com 4,6%, 4,1%, 3,7%, 2,9%, 2,3%, 2,1%, 1,1% e 0,7%, respectivamente

Já os setores com queda no consumo são liderados pelo de bebidas, que apresenta índice 3,9% inferior ao de 2016. O segundo maior índice de retração no consumo pertence ao setor químico com queda de 2,8%. O setor representa 10% do consumo no mercado livre. Outro segmento representativo – 7% do total-, o de extração de minerais metálicos teve queda de 1,8% no consumo ao longo do mês contabilizado. As empresas do ramo de minerais não-metálicos, por sua vez, mantiveram o consumo praticamente estável, com 0,1% e representatividade de cerca de 10% do total consumido no período.

O consumo total no país alcançou 63.375 MW médios, aumento de 3,6% frente ao consumo registrado em outubro de 2016, quando o montante consumido somou 61.154 MW médios. A representatividade do mercado livre em relação ao consumo total no país alcançou 29,7% no mês.

 

Fonte: Canal Energia

Notícias

  • Aneel autoriza repasse de R$ 105 milhões da RGR para distribuidoras designadas 08/02/2018 14:45

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o repasse de R$ 105,4 milhões do Fundo Reserva Global de Reversão (RGR), a título de empréstimo, às concessionárias designadas para a prestação do serviço público de distribuição de energia elétrica.Os valores vão beneficiar os consumidores atendidos pelas empresas Amazonas Energia D (R$ 44,3 milhões), Boa Vista Energia (R$ 23,7 milhões), Cepisa (R$ 9,3 milhões), Ceron (R$ 15,5 milhões) e CEA (R$ 12,4 milhões), segundo despacho publicado...

    Leia Mais...

mapa iconMAPA DO SITE - clique aqui para abrir

mapa iconMAPA DO SITE - clique aqui para fechar