Conforme já era esperado, após a publicação do decreto 9.271 na última sexta-feira, 26 de janeiro, o governo do estado de São Paulo retomou o processo de privatização da Cesp. Essa venda estava paralisada desde setembro do ano passado. Ainda na última segunda-feira, 29 de janeiro, o Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização, grupo responsável pelo processo, decidiu pela retomada da venda.

O governo estadual possui cerca de 40% das ações da geradora, que atualmente opera três UHEs e a única que seria atrativa ao mercado é a UHE Porto Primavera, localizada na divisa com o Mato Grosso do Sul e cujo contrato venceria em 2028.

Em agosto do ano passado o preço de venda havia sido definido em R$ 2 bilhões, decorrente do preço mínimo de R$ 16,80 por ação da companhia em poder do estado. O edital de venda previa ainda o direito de tag along para o negócio aos demais acionistas, caso exercido esse direito por todos a venda poderia sair por até R$ 5,5 bilhões à época.

 

Fonte: Canal Energia

Notícias

  • Aneel autoriza repasse de R$ 105 milhões da RGR para distribuidoras designadas 08/02/2018 14:45

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o repasse de R$ 105,4 milhões do Fundo Reserva Global de Reversão (RGR), a título de empréstimo, às concessionárias designadas para a prestação do serviço público de distribuição de energia elétrica.Os valores vão beneficiar os consumidores atendidos pelas empresas Amazonas Energia D (R$ 44,3 milhões), Boa Vista Energia (R$ 23,7 milhões), Cepisa (R$ 9,3 milhões), Ceron (R$ 15,5 milhões) e CEA (R$ 12,4 milhões), segundo despacho publicado...

    Leia Mais...

mapa iconMAPA DO SITE - clique aqui para abrir

mapa iconMAPA DO SITE - clique aqui para fechar